sábado, abril 30, 2005

The Doors - The End

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

Of our elaborate plans, the end
Of everything that stands, the end
No safety or surprise, the end
I’ll never look into your eyes...again

Can you picture what will be
So limitless and free
Desperately in need...of some...stranger’s hand
In a...desperate land

Lost in a roman...wilderness of pain
And all the children are insane
All the children are insane
Waiting for the summer rain, yeah

There’s danger on the edge of town
Ride the king’s highway, baby
Weird scenes inside the gold mine
Ride the highway west, baby

Ride the snake, ride the snake
To the lake, the ancient lake, baby
The snake is long, seven miles
Ride the snake...he’s old, and his skin is cold

The west is the best
The west is the best
Get here, and we’ll do the rest

The blue bus is callin’ us
The blue bus is callin’ us
Driver, where you taken’ us

The killer awoke before dawn, he put his boots on
He took a face from the ancient gallery
And he walked on down the hall
He went into the room where his sister lived, and...then he
Paid a visit to his brother, and then he
He walked on down the hall, and
And he came to a door...and he looked inside
Father, yes son, I want to kill you
Mother...i want to...fuck you

C’mon baby, take a chance with us
C’mon baby, take a chance with us
C’mon baby, take a chance with us
And meet me at the back of the blue bus
Doin’ a blue rock
On a blue bus
Doin’ a blue rock
C’mon, yeah

Kill, kill, kill, kill, kill, kill

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

It hurts to set you free
But you’ll never follow me
The end of laughter and soft lies
The end of nights we tried to die

This is the end

Fim

Todos nós temos um certo egoísmo, ok razão dada ao leitor! Mas mesmo assim não consigo entender porque é que todos os problemas dos outros, mesmo os que não o são, são válidos para justificar as suas acções mas os meus não o são. Alguma vez falhei? Terei eu uma maldição em que as pessoas apenas esperam o melhor de mim e não conseguem ver que eu tambem posso falhar? Começo agora a ver que o meu erro foi talvez apostar e dar tudo em amizades que apenas sabem dar o mérito apenas a eles próprios! Trabalhos de soldadinho, para que? Para me chamarem nomes, falarem de mim nas costas? Lembram-se por ventura que eu tive sempre lá em tudo o que era importante para voces pois mais ninguem lá estava e quando quero tempo para mim, o mau da fita sou eu! Fraco? Todos me conseguem influenciar? Não! Nem todos. Apenas os meus amigos, amigos esses a quem dou amizade e recebo em troca amizade e não castigo e insultos. Um amigo não é so amigo nas noites, as quartas ou as sextas, quando aparece ou quando quer amigos!Porque ser amigo não é so falar para uma pessoa e dizer-lhe aquilo que ela quer ouvir. Fraco? Que eu saiba, quem aqui vem tambem pode deixar comentários, quem aqui vem tambem pode falar depois na cara. Pois eu tentei falar na cara. De que me serviu tal coisa? Fico sempre no final da grelha de partida não é? O Schumacher ganha sempre aqui. Pois, mas eu sou da Mercedes. Covarde? Se covarde fui, não o sou agora. porque para mim pessoa não é força, porque para mim pessoa não é beleza. Se covarde fui foi em não defender os meus verdadeiros amigos quando estes foram insultados, quando se sacrificam por uma coisa que pouco valor tem para mim e ainda eram gozados por quem eu esperava respeito. Por isso os defendo agora, quando todos as negociações falharam. Não temos mérito? Se quiserem, se não estiverem tocados eu faço uma lista de mérito com definição no inicio para não se enganarem.
Não somos homens? Voces são mais do que nós porque? No fim de todas as coisas voces fazem a minima ideia dos nossos problemas, das nossas crises, voces sabem mesmo quem nos somos? Tudo isto não é so a uma ou duas pessoas. Não! Isto é para quem não se quer ver ao espelho. Eu estou farto! Para mim chega! Não sacrificamos nós a nossa vida academica tambem? Pois a diferença e que damos o merito a quem o tem, e desculpamos os MUITOS erros dessas pessoas! E o que recebemos em troca? Incompreensão! Pois bem eu não faço as coisas para ficar bonito aos olhos das outras pessoas nem para ser temido, pois tambem o posso fazer se quiserem!Se vou ter a fama de mau! Muito bem que seja! Afinal a perder não tenho nada, eu estou farto de trabalhar para amizades de papel. Não quero desculpas quero evolução quero melhorias ou então se tal não for possivel quero frieza pois com ela sabem que me dou bem!
Aos meus amigos e amigas poucos/as mas bons a esses sim espero não voltar a falhar como falhei obrigado por serem amigos nas coisas boas e más!
Fikem bem

Perfume

Estás entranhada em mim, como o mais doce perfume se mistura na pele duma bela mulher. És bela. Já não és a minha mulher. Nunca foste. Mesmo tendo, como tive, continuei sempre atrás de ti. Seres minha, nunca foi por assim dizer, uma verdade absoluta. Admito, agi da forma mais incorrecta e covarde, mas não isso não aniquila o meu gostar de ti. Eu gosto mesmo de ti. Estás entranhada, já disse. Ok, começo a repetir-me, sabes o que isso significa? Que vêm aí as lágrimas, com o seu desprezo húmido e rude, preparam-se para me molhar novamente. Uma, depois outra e outra. Gotas grossas, carregadas de sofrimento. Talvez te levem, talvez te relembrem, mais rapidamente. Das duas uma! O que escolher? Fugir?! Não, não faças isso, deixa-me amar-te só mais uma vez, deixa-me contemplar o teu sorriso novamente. Não quero partir, ficando apenas com a maldade expressa. Quero levar o melhor de nós. Quero levar o sorriso, os abraços apertados, os intermináveis beijos, as longas conversas sem teor filosófico, mas sim sonhador, quero levar…Quero-te! Meu Deus, como eu te adoro! Não acredito em entes divinos, mas cheguei a um ponto onde a sua ajuda é bem vinda. Porra que ponto negro, a que eu cheguei… Porque dizes que não vale a pena? Sabes bem que ninguém te quis tanto, que ninguém te engraçou melhor…
És o meu perfume mais doce e cativante. És indomável, porquê? A única que permiti que se entranha-se em mim. O único “cheiro”, bom e mau, que eu quero que fique comigo. Deve ter sido isso! Infelizmente és um perfume demasiado bom, para a minha pele, demasiado genuíno para eu o poder vestir…no entanto contigo, eu “cheirava” melhor, muito melhor…
Os bons não me quiseram, talvez os maus se interessem por mim…
Bem sei que devia, pelo menos, tentar escrever algo sossegado, mas infelizmente não consigo. Adorava muito escrever algo bonito ou até cómico, mas não consigo! O mínimo que posso fazer é colocar aqui uma daquelas piadas, que não tem piada nenhuma, pode ser? Aceitam? Estou a falar para quem? Eu sei que não temos visitantes...enfim, escrevo a piada na mesma!
O que é que um cromossoma fala pró outro?Cromossomos bonitos!
Desculpem eu sei que esta foi mesmo deprimente, não se repete (acho eu!)...

Traição

Eu traí-te. Errei contigo, fui um idiota, em relação a ti. Calma, não foi fisicamente, nem lá perto…foi pior. A minha traição foi deveras pior. Pior e crassa. Digna de figurar em todos os registos, das piores traições, das mais degradantes. Queres saber? Traí-te nas palavras, na poesia. As tais palavras que eram só nossas, só minhas, foram “vendidas” a outra pessoa. Arrependo-me, do que fiz e das consequências. Não tinha o direito de colocar as palavras contra ti, elas nunca te quiseram mal. Elas foram fantoches, nas minhas mãos. Eu traí-te! Talvez não fizesse outra vez, tarde demais, já partiste. Nunca mais te vou ter, mas a tua presença é constante. Estás em tudo, és tudo…
Tens o sorriso mais avassalador do mundo, sabias? Claro que sim! Pergunta parva, a minha! É a tua imagem de marca, aliás, a primeira marca, que deixas nos loucos que por ti se apaixonam. Nos loucos…Sou louco, mas não enlouqueço. Tenho uma loucura por ti, um fetiche, até. Para já ainda está no seu estado bruto. Para já. Cuidado…
Escrevi durante cinco horas sem parar, durante algum tempo não senti os dedos da mão direita, juro! Senti-me um verdadeiro Pessoa, em pleno momento criativo, talvez um dia consiga publicar as minhas insignificâncias!! Peço então que não levem a mal, a quantidade de textos deprimentes e sempre na mesma linha que eu vou produzindo! Até poderia mudar um pouco, mas tendo em conta o número limitado de comentários que recebo (é pá até podia ser uns insultos, eu nem levava a mal...!), não me vou preocupar muito com isso!
Espero pelo menos que o escrevo sirva de lição ou até para fazer cortar/colar, imprimir e fazer boa figura em frente do namorado/a! Cuidado é com os direitos de autor, eu que vos apanhe! Se eu sei disso (plágio), vou atrás de voçês e dou-vos tanta porrada, a sério. Não me queiram ver fulo, fico pior que uma barata (comparação estúpida!). É melhor ficar por aqui, antes que degrade mais, o pouco respeito que este blog tem...Ah, o meu colega (u tal), sabe Judo, Karaté e assim portanto...cuidado!

sexta-feira, abril 29, 2005

Muheres

Porque é que só me calham mulheres más? Estarei condenado à solidão? E eu que até sou uma boa pessoa…

Diabo

Um dia, depois outro e mais outro. Marcham incessantemente defronte de mim. Os dias não me respeitam, passam por mim sem viver. Os dias não querem nada comigo. Viro-me para a noite. Viro-me para o demónio da escuridão. Peço-lhe uma chance, uma lufada de ar quente. Ele sorri, a noite sorri para mim. A solidão torna-se a minha melhor cúmplice, amante, torna-se tudo. Em troca, apenas me pede a alma, a minha essência. Coisa pouca, visto nunca lhe ter dado o devido uso, aliás nem sei o porquê de ter uma. A minha está manchada de sangue e lágrimas, mesmo assim é aceite.
Acabei de vender a alma ao Diabo. Obrigado, sou finalmente livre…
Um dia, depois outro e outro…até amanhã….

Aceito QUASE tudo...

Tudo tem um fim, até os dias. A diferença entre este fim e os restantes, é a sua renovação. Dentro deste contexto, existem dias que nunca deveriam ter um final, se bem que, outros nem mereciam uma oportunidade. Sou sincero, os meus dias são um desassossego, mas o fim supera tudo, tudo mesmo. É no término dos dias, que toda a dor, toda a frustração e ressentimento, toma controlo. Pode parecer irreal ou até surrealista, mas na mais absoluta ingenuidade, a minha alma sucumbe aos valores negativos. Valores esses, que durante o dia me rodeiam e tentam dominar, mas que eu, com bastante esforço e covardia, recuso. Não sei o porquê desses fantasmas, de onde vieram ou o que querem de mim. Posso ter uma leve impressão, uma ténue ideia, do porquê de me torturarem. É simples, aliás, é ridículo até. Simplesmente, porque já não estás aqui. Queres saber a verdade acerca de mim? Aquela que nunca admiti, por não te querer dar esse prazer? Eras tu que eu esperava, eu sempre esperei por ti…Tu, tu, tu, merda como és tu. És o pior ácido. Bastou um pouco do teu líquido para me corroer, porra destrói-me como ninguém!
Foi aí que me descomplexei e te vivi de verdade. Tu alimentaste-te disso, dos sentimentos assassinos dos outros. És uma criminosa dos sentimentos alheios. Não porque gostes ou sintas prazer com isso, mas sim porque odeias, porque me odeias. Mata-te teres a consciência de que estás apaixonada por mim; mata-te teres a ideia de que sentes algo, por um merdas como eu. Nunca fui ninguém. Perante os teus olhos sempre fui um débil, um fracasso, um peso na consciência. Deixa lá, eu até compreendo, até aceito essa tristeza no teu carácter.
Aceito QUASE tudo...

quinta-feira, abril 28, 2005

Letra!

Letras. É uma boa area pensei eu caro leitor quando na minha inocencia preenchia a ficha de inscrição para a faculdade, ficha essa que mais parece o totoloto! A minha ideia era crescer, ficar mentalmente mais adulto e culto. Quando lá cheguei olhei para todas aquelas pessoas e pensava que todas tinham melhores medias que eu, eram mais cultas e inteligentes que eu, mas em alguns casos não podia estar mais longe da verdade. Atenção caro leitor que não falo nem em metade das pessoas da minha faculdade, mas sim em fenomenos. Sim fenomenos é isso, são fenomenos que apenas podem ser comparados a Bush. São pessoas que se o leitor quisesse saber se gostavam de humor negro, arriscava-se a ter uma resposta do genero, não sou racista mas não gosto de pessoas de cor a contar piadas. O leitor deve estar a pensar que eu ou tenho um problema serio de socialização ou que tenho a mania, deixe-me dizer então que até agora apenas disse que há uma série de pessoas na minha faculdade que podia ser presidente dos E.U.A ou presidente de alguma associação desportiva ou clube em Portugal. Sinceramente não entendo como tantas pessoas inteligentes, e eu conheco umas tantas, não chegam ao ensino superior por ter uma média baixa e depois vem o injusto tomar seu lugar. Mas o que é isto, meus amigos? No circo não pomos os palhaços a apresentar o show pois não? Eu não sei como é nos outros cursos mas no meu com os fenomenos consigo entender a má reputação que temos de freaks ou burros, que so tem é boa aparencia e nada mais. É pena...há boa gente, há pessoas inteligentes, pessoas cultas e com imaginação, pessoas com talento e força para ir longe em tudo mas ha tambem os fenómenos, sim tambem há os fenómenos, pessoas que só acordam para ir a queima das fitas e depois voltam, tal urso no Inverno, ao seu desejado sono! Eu tenho orgulho no meu curso, mas isto deixa-me a pensar se terei feito a escolha certa!
Mas do que resta do fogo nem tudo são cinzas, pois eu vou tentar pegar em alguns dos crimes que estes fenomenos fizeram e fazem e vou tentar como manager deles fazer com que façam um casting para que entrem num dos proximos filmes da saga Alien, pois assim na pois das hipóteses morrem, é bem pensado não? Ou num filme ou numa série do Camilo de Oliveira...pensando melhor o guião das séries do Camilo é capaz de ser pesado demais não?
Desculpem lá mas eu tento manter o orgunho que tenho no meu curso e esta é uma maneira de o manter!
Fikem bem

The Doors - "People Are Strange"

People are strange when you're a stranger
Faces look ugly when you're alone
Women seem wicked when you're unwanted
Streets are uneven when you're down

When you're strange
Faces come out of the rain
When you're strange
No one remembers your name
When you're strange
When you're strange
When you're strange

People are strange when you're a stranger
Faces look ugly when you're alone
Women seem wicked when you're unwanted
Streets are uneven when you're down

When you're strange
Faces come out of the rain
When you're strange
No one remembers your name
When you're strange
When you're strange
When you're strange

When you're strange
Faces come out of the rain
When you're strange
No one remembers your name
When you're strange
When you're strange
When you're strange

quarta-feira, abril 27, 2005

A saga - Volume um

Eu não sou gay! O meu compincha da escrita, e outros haveres, também não é gay! No fundo nós não somos rabicós! Eu acredito que existem gays, já o meu amigo não! Isto não é racismo, é pura estupidez! Ele acha que é tudo uma invenção do Estado, para controlar as taxas de natalidade, dos cidadãos. Ele diz isso, porque os homens sabendo da existência desta" espécie", ficam com medo e não falham com os seus deveres. Após a escrita desta frase, eu chego à conclusão que ele é completamnte Iluminado! Por falar em iluminados...eu conheço uns quantos! No bem do serviço publico, vou aqui inumerar uns quantos:
  1. O panasca de Trás-s-montes: esta personagem alegorica, tem a seu favor o facto de possuir um vocabulario, digno de uma das melhores obras de Gil Vicente! Por exemplo: à pergunta, "Então estás bom?", ele retruca com um digníssimo, "Foda-se! Dei ontem duas, na minha cabresta, não podia estar melhor! Digo-te mais, aquela merda é tão apertadinha, mais parece que estás a enfiar o teu zézinho, numa puta duma garrafa de Freeze!" No entanto, a sua maior pérola vocal, é a seguinte, "Estás a ouvir?! Eu comi uma gaja, sem céu da boca,que aquele merda, era tanta gosma e muco junto na boca, que sempre que eu metia lá a lingua, mais parecia estar a saborear, uma bosta de pilha de merda de arroz de lulas!". É óbvio que este amendoim, termina as suas "frases" com uma sonora gargalhada, capaz de igualar o som duma Casal Duas, em plena ribeira, em hora de ponta.

Se consideram este tipo inigualavel, esperem pelo próximo post, onde esta saga continua. Se por algum motivo (só pode ser estúpido), acham esta linguagem brejeira, eu digo-vos, que não podia estar mais de acordo, no entanto é do interesse da crítica, que seja divulgado tal equal como foi dito!

Quem nunca disse um agradavel,"filha duma saca de putas", levante-se, enfie o dedo no orificio anal, cheire (bah!), e diga comigo: "Eu não mereço ter um blog!" Já agora, cheira mal, não cheira? É que eu faço-o constantemente, e foda-se, que bosta de pilha de merda...

Desculpem, foi mau, eu juro que depois escrevo algo triste ou deprimente, a serio...

terça-feira, abril 26, 2005

Pessoas

Em primeiro lugar gostava dar um obrigado a todas as pessoas que nos enviam comments, há boa gente ainda na Terra que ainda consegue ter consideração ou pena pelo trabalho dos outros. Gostava de dizer que gosto que as pessoas nos mandem comments, tambem gosto das pessoas que só visitam o blog mas como é obvio gosto mais das que deixam comments! Desculpem lá! Em segundo lugar gostava de fazer uma chamada de atenção para o resto do texto, que não será mais uma brincadeira pois hoje decidi por uma trela no batatinha e no companhia, logo se o autor quiser um texto divertido engraçado e tal pare por aqui! Hoje vou-me lamentar! Sim, porque este blog foi criado para isso, para EU e para o Outro nos lamentar-mos. Por isso o caro leitor não nos pode criticar se não tivermos piada no que escrevemos, até porque eu acho que para um mar de lamentações até nem vamos muito mal!
O que me leva a escrever esta lamentação é o facto de eu, rapaz de vinte e poucos anos, alto e feio ter um problema com as pessoas! Eu sei existem pessoas com problemas mais sérios ou mais giros do que o meu e eu queria aqui mostrar-me solidario com todas elas, mas não consigo por duas razões, primeiro porque todas as pessoas tem muitos problemas e eu não dou para tudo, segundo porque este é o meu blog (e do outro) e não o vosso não me levem a mal mas isto é assim mesmo querem falar dos vossos problemas arranjem o vosso blog e depois digam qualquer coisa que depois um gajo ajuda! Voltando a mim, eu não entendo as pessoas, não dá, já tentei! Pr exemplo não entendo porque é que certas pessoas por vezes conseguem dizer uma coisa para nós e quando se juntam com mais pessoas mudam completamente de ideias assim de repente como se uns extraterrestres mesmo ali a nossa frente lhe mudassem de cerebro sem que todo o mundo desse conta. Outro aspecto que não gosto nas pessoas é o facto de pensarem sempre contra os outros, ou seja, as pessoas não são capazes de fazer bem umas as outras sem que haja motivo de interesse para ajudar. Nunca em situação alguma o caro leitor se sentiu como uma marioneta nas mãos de algum amigo ou conhecido que vos ajuda em determinada situação para vou pedir algo no dia seguinte ou então para ficar bem visto aos olhos de alguem? Pois eu já, e o problema e que não sou capaz de ver isto no momento, tal a arte do mestre!
Ainda não chega? Pensam que o problema esta em mim e na minha visão das coisas? Até pode ser mas outro exemplo de como as pessoas são bestiais é o ambiente criado no local de maior concentração de pessoas da minha faculdade, o bar que é como qualquer grande passerele de moda internacional, onde quem lá entra é observado de ponta a ponta por todos os experts em moda que lá se encontram no momento. Essas pessoas tentam entender as pessoas por aquilo que vestem sem saber como elas são na realidade, sem fazer a minima ideia de como pensam, o que fazem e porque, e triste ver e ouvir pessoas boas serem maltratadas ou postas de parte por esta espécie, isso revolta-me, dá vontade de tomar uma atitude á Kill Bill e acaba-se com todo o problema. São estes exemplos que me levam a de certa forma a dar razão a frases como uma pessoa é inteligente mas muitas são estupidas e a questionar não viveriamos nós melhor se só tivessemos consciencia da nossa mente? Por outro lado deve ser assim que essas pessoas vivem pois não ligam aos sentimentos e aos pensamentos dos outros.
Para finalizar gostava aqui de mandar as minhas melhoras ao meu grande amigo Emanuel da Silva Gomes, melhora rápido não sabes a falta que fazes a todos nós!
Fikem bem

segunda-feira, abril 25, 2005

Protesto

Tenho algo a lamentar, mas desta vez não é deprimente, é ridículo! Ora bem, quero aqui expressar o meu profundo desagrado, a todos aqueles mentecaptos que dão inicio ou passam, cartas em cadeia. Eu penso que não existe nada de pior para se fazer on-line! Quer dizer, um gajo tem de aturar todo o tipo de porcaria, que se aglomera no mail, porque uma cambada de personagens, do Walt Disney, acha divertido e simpático fazer fowards de tudo o que lhes mandam. A estas pessoas, digo uma coisa, vão-se masturbar com garrafas de Freeze (as mulheres), enquanto que os homens deviam ser sodomizados por habitantes das antigas colónias. Á bruta… Mais! O mais grave, é eu receber, incessantemente cartas, ao longo dos anos, há cerca duma menina de seis anos, que tem um problema qualquer. Será que ela não cresce? Vai ter seis anos para o resto da vida? Era bom, também queria…
Não passam, no fundo, duma cambada de frustrados/as, que em vez de baterem umas zumbinhas, mandam mails! Quando eu quiser, dirijo-me ao hospital mais próximo e participo numa colheita de sangue, quando eu QUISER, ok? Aviso já que fiz umas modificações no meu mail, o próximo Zé Tolas que enviar uma carta em cadeia, é preso e vai direitinho para um quarto escuro, ter umas “aulas” de etiqueta com o White Castle ou com o Brasileiro, é à escolha! Acredito que depois nunca mais se repete…
Desculpem esta minha indignação excessiva, mas como ainda não comprei a Maxmen deste mês, ando um pouco “frustrado”, a minha mão direita que o diga…

P.S. Viva a Revolução!! Faz hoje um MÊS que deixei de tomar banho, em sinal de protesto com o fraco ordenado, dado pelo patrão (entenda-se, Mãe!).

Obrigado

25

Dia 25 de Abril! Por todo o planeta se festeja o 25 de Abril, todos sabem que em Portugal a 31 anos o regime chegou ao fim! Não sabem? Mas ao menos os americanos sabem não? Digam-me ao menos que eles sabem que o 25 de Abril e importante para Portugal porque o dominio do imperio chegou ao fim pelas mãos do jedi Salgueiro Skywalker! Nem isso? Então quem e afinal o pais culto e desenvolvido e o pais com graves problemas sociais e com um mau governo que so quer encher os bolsos com o que e dos dos outros? Esperem lá nos sabemos os dias festivos deles não sabemos? Por exemplo o 4 de Julho, foi o dia em que o Will Smith salvou a America de uma invasão de extraterrestres que se fixara nas principais cidades por todo o mundo não? Não e por isso que se chama dia da independência? Pois lá esta! Nos sabemos, eles podiam dar-se ao trabalho de saber algo sobre o nosso feriado, ou sobre a nossa historia, sobre o nosso presente, sobre a nossa localização geográfica pronto sobre o nome do nosso país! E pá fico chateado, não vou acabar esta frase porque ainda aparecem por aqui os fedorentos com uma moca de Rio Maior e então e que era! Eu sei que este texto não esta a ter muita piada mas meus amigos isto é mesmo assim, umas vezes dá outras não e todos aqueles episodios dos batanetes estao-me a fazer mal! Ainda sobre o 25 de Abril é giro ver as opiniões dos tugas sobre este assunto, ou seja, de um lado temos 70% dos tugas que defendem que o 25 de Abril foi porreiro assim temos mais um dia sem trabalho, em que podemos ir jogar cartas para o tasco. 10% defende que a revolução nos deu a chance para mudar o rumo de Portugal de modo a que todos tivessemos liberdade! E por fim os 20% são de pessoas que ainda tem posters de Salazar no quarto e defendem que o ditador é que sabia, que com ele não estavamos na situação em que estamos agora e que cada um viveria muito melhor individualmente se o Darth Vader luso ainda fosse vivo! Este tipo de pensamento filosoficamente e capaz de ser dos mais certos pois autores como Hobbes em Leviatã, defendem que estados como o de Portugal no regime eram os melhores, neste sentido Salazar era o governante perfeito embora tenha algumas falhas como por em risco vidas de cidadãos! Não pensem que eu defendo o regime, eu e que entre estar a ver a Praça da Alegria ou o outro programa clone na tvi decidi vir para aqui espalhar a minha burrice para todos verem, eu sei que assim nunca mais arranjo uma mulher decente mas que se pode fazer são os batanetes a dar comigo em doido! Mais uma vez peço desculpa por tar aqui a tornar mais dificil a missão dos leitores que tinham muito menos trabalho a ver os outros posts pois tinham de carregar menos no botão da barra de rolamento vertical para passar este post a frente!
Fikem bem

"Vai-te embora!"

Um amigo perguntou-me se vale, de verdade, desejarmos alguém. Sou sincero, respondi-lhe que não. Já repararam, na quantidade de vezes, que temos algo dado como certo? Já repararam, como a fortuna se ri de nós, vezes sem conta? O destino odeia o nosso livre arbitrio, a nossa liberdade de escolha, é portanto normal, o número absurdo de problemas, que nos rodeiam. Absurdo mesmo...
Vive, mas sempre com a consciência de que amanhã podes não estar cá; de que amanhã podes não a/o ter; tudo acaba, infelizmente, é no fundo, o nosso mísero fado!
Caí há dias, na realidade, de que um simples "Vai-te embora!", pode muito bem, ser mais doloroso do que um "Odeio-te", muito mais...É apenas mais uma lamentação, de muitas. Sim porque lamentar é humano, melhor, é tipicamente português!!!
Como nota final do editor, (achei que ficava bem dizer isto!) deixo aqui a letra da música que me "empurrou" para este post,
Last goodbye – Jeff Buckley

This is our last goodbye
I hate to feel the love between us die
But it’s over
Just hear this and then I’ll go
You gave me more to live for
More than you’ll ever know
This is our last embrace
Must I dream and always see your face
Why can’t we overcome this wall
Well, maybe it’s just because
I didn’t know you at all
Kiss me, please kiss me
But kiss me out of desire, babe, and not consolation
You know it makes me so angry ’cause I know that in time
I’ll only make you cry, this is our last goodbye
Did you say ’no, this can’t happen to me,’
And did you rush to the phone to call
Was there a voice unkind in the back of your mind
Saying maybe you didn’t know him at all
You didn’t know him at all, oh, you didn’t know
Well, the bells out in the church tower chime
Burning clues into this heart of mine
Thinking so hard on her soft eyes and the memories
Offer signs that it’s over... it’s over
Acredito que a música diz tudo, aliás como poderíamos nós viver sem música?!

domingo, abril 24, 2005

Nega-me

Tenho uma lamentação a fazer! O mundo está todo contra mim e por mais voltas que dê, não encontro uma explicação lógica, para este sentimento. O mais certo é noutra encarnação, eu, ter sido o puto que ajudou a pregar Cristo na cruz, só pode...
Em sinal de protesto para comigo próprio, deixo aqui a minha lamentação, sim porque foi esse um dos objectivos principais do blog, lamentar tudo, até a exaustão...
Nega-me…
Por tua culpa vivo uma vergonha embebida em lágrimas, simplesmente porque estás em tudo, és um lugar comum… Queria tanto que me odiasses, mas que no entanto bebesses o que escrevo, só assim poderia esvaziar-me do teu olhar, só assim… Olha para o que eu escrevo. As reticências são incontáveis, são tantas, mas tão sós, tal como eu e tu. Somos sós, muito sós!
Continuo a reparar que estás em tudo; mesmo sem existires, és omnipresente, estás aqui mas já morreste. Consegues-me dizer porque nos desencontrámos? Não, pois não? Não consegues, pela simples razão, de que já estás morta, já não vives no mesmo mundo que eu, ou será o contrario? Será que fui eu que morri, que pereci perante as circunstâncias? Talvez, mas não posso ser eu a tomar essa decisão, ela tem de partir de ti. Agora vendo bem, ela já partiu, já me mataste, porquê? Eu desejava tanto a tua alma…eu podia morrer por ti.
Pára! Atingi o limite da ignorância! Morrer?! Por ti? Quem és tu para me pedir um gesto desses? Mesmo sabendo que o soletrar do teu nome, sabe-me a ti; que as letras que o compõem, têm o teu cheiro; que dito de forma incessante e louca, torna-se cada vez mais lindo, ao entoar nos meus ouvidos moribundos; eu nunca, repito, nunca morreria por ti, não posso, seria contra a minha própria natureza. Eu não consigo morrer por ti, quando o que me corre nas veias és tu. Morrer, além de ser a pior das fugas, seria matar-nos aos dois, e tu não queres isso pois não? Eu sei que não queres…
Continuas a querer dar-me a tua mão? Não me percas…leva-me contigo...
Ok, sou louco, não me perguntem é o porquê deste post, a lógica desse raciocínio escapa-me...como tudo na vida!

sábado, abril 23, 2005

Que Grande Ideia!

E pá, ja estamos mais proximos de conquistar o mundo pinky, ja viste agora todas aquelas pessoas que se enganarem a escrever o nome de blogs porreiros vao ter de ver o nosso! Para essas pessoas as nossas desculpas, eu sei que e bem melhor ver a mensagem not found do que um blog criado por dois freaks com demasiado tempo livre. Pois bem caros leitores, em vez de ficar aqui a dizer que este site é mais lindo que qualquer outro, digo-vos só que foi criado por dois idiotas, o Outro que sabe escrever e U Tal que tem a mania que tem piada. Este blog como o leitor ja deve estar a entender funciona como uma boys band, ou seja, eu faço o papel de gajo lindo cheio de bom aspecto e saude, o Outro é o tipo mais novo, lindinho e inteligente que chama as leitoras mais cultas!
Acho que para primeiro dia ja chega não? Espero que quem se engane encontre rapidamente o seu blog e quem ficar por estes lados, que se divirta com muita coisa engraçada, para isso so tem de ler os posts do Outro e deixar os meus em paz!
Fikem bem!

Hallelujah!!

Após muita reflexão e bastante sofrimento (!), dois dos maiores perdidos deste planeta, decidiram por o seu blog em funcionamento! Como é o nosso post de inauguração, pedimos a todos os visitantes (será que existem?), para serem simpáticos e não matarem à partida, esta nossa iniciativa. Não temos a minima pretensão de causar impacto; no fundo vamos usar este local, para expressar os nossos sentimentos, em relação ao que nos rodeia.
Sem mais nada para expressar despeço-me até ao proximo post, tens algo para dizer pá?
Neste preciso momento o desgraçado do tipo, que caiu na asneira de entrar nisto comigo, está a dizer-me que espera que chovam mais tipas no seu canteiro! Talvez, não sei...
Para finalizar deixamos aqui os motes do nosso blog:
  1. O único blog que dá apoio a todas aquelas pessoas que estão a pensar em matar o seu mundo!
  2. O melhor blog do mundo...está por ai...algures...por ai...encontrem-no e digam-nos...
  3. O único com personalidade jurídica!

Pensem nisto e deixem os vossos comentários...nem que seja só desta vez...! (Suplica pá! Suplica tu, ora... é assim que queres começar? Olha agora, a ideia foi tua! Minha? Estás a escrever isto? Acho que nao, quer dizer...Carregaste em post, merd....