quinta-feira, dezembro 08, 2005

O outro lado do fim II

O que nos torna, ainda, mais magníficos, é a nossa mortalidade. É certo, que a morte assusta a maior parte de nós. Tudo bem, é mais do que normal. Ora tal como eu aceito de bom grado, este nosso “handicap”, também afirmo, que a imortalidade é possível. Obviamente, que falo duma imortalidade diferente e superior, ao nosso corpo. Acredito, que a nossa alma, o nosso carácter e força de viver, pode ficar eternamente cá. Bem perto, de todos aqueles que assim, o pretenderem. Enquanto existir memória, ninguém morre realmente. Tudo isto, para dizer que o escrevi fica comigo, mas também aqui, no blog. Foi sempre essa a maior preocupação, que não se esquecessem de mim. Se o atingi ou não, isso fica ao vosso critério. Por mim, acabo satisfeito. O que pretendia atingir, consegui. Aliás, posso até dizer que encontrei algo, que não estava à espera. Só posso estar mais do que contente...mas não estou. Ficou muito por escrever. Muito por descrever, por contar. São tantas as palavras, que na ânsia de serem faladas, derraparam no céu-da-boca e se perderam. Tantas. E ainda bem, que aconteceu assim, até porque sem as palavras, que tenho eu?
Obrigado por partilharem, este meu “diário pessoal”, que foi crescendo com o passar dos meses, muito pela vossa paciência e dedicação. Sou sincero, quando admito que tudo isto valeu a pena e ultrapassou as minhas (poucas) expectativas. Até depois ou outro dia qualquer.

terça-feira, dezembro 06, 2005

O outro lado do fim...

Tudo morre. Ainda bem. É essa a característica, que nos distingue dos demais. A fantasia de saber, que um dia vamos morrer. Só as palvras não morrem. Ficam ali, gravadas de forma imortal. Por isso é que gosto das palavras. Das minhas palavras... Até depois ou assim.

sexta-feira, dezembro 02, 2005

Rapidinhas...sobre futebol

- Se o Benfica continuar, a ter tantos minutos de desconto nas suas partidas, no final da época terá mais três jogos nas pernas.
- Se calhar é por isso, que o Nuno Gomes falou em injecções. Precisam de mais energia.
- Alguém compreende o cabelo do Beto? E cabeça do Luisão? Ou o nariz do Veiga? Bem como as orelhas do Vieira?...
- Outra coisa, a águia só vai ter com o símbolo do “Benfas”, porque tem lá um naco de carne. Se tivesse uma nota de 100euros, até eu ia lá...
- Grandes reforços: o Rato Mickey (Micolli) está sempre lesionado e o Karagonis deve ter mentido no BI, porque o tipo “corre” devagaaaaarrrr...
- A alcunha de “Pinigol”, do Pinilla, tem tudo a ver menos com futebol.
- Será que o Liedson é anoréctico? Mas ninguém se preocupa?
- Ainda existe alguém que acredita no Abel Xavier? Se ele vivesse num país muçulmano, aquela MÃO há muito que tinha sido cortada.
- O César Peixoto é o maior exemplo de como uma mulher muda um homem. O tipo agora corre, marca...
- Por outro lado desde que a mulher do Nuno Gomes o deixou, ele até parece um bom avançado. Marca golos e tudo.
- Eu não pertenço à Macdonald’s, mas acredito que eles ainda não se esqueceram da divida, que o Nuno Gomes lá tem.
- O Varzim tem um número elevado de Angolanos. Vai concerteza, ter mais jogadores no Mundial de 06, do que o Porto.
- Aliás, até o Porto B, vai contar com mais jogadores no Mundial.
- Falando no Porto, aquilo está tão mal, que os jogadores emprestados, são convocados para as selecções, enquanto os outros népia!
- Ainda o Varzim. Os angolanos são tantos, que os treinos parecem a Kapital, num domingo à noite, dia “Lady’s Night”...